O objetivo de todo empreendedor deve ser satisfazer a demanda do seu mercado-alvo, o que significará um impulso nas vendas da organização e a satisfação do consumidor. Para que isso aconteça de maneira adequada, é função do empresário estudar e conhecer os seus potenciais compradores, assim tornando mais fácil a sua tomada de decisões dentro da empresa e o seu relacionamento com os clientes. Quando se trata de uma empresa que oferece calçados para as crianças deve-se observar  e fidelizar a maior influenciadora na hora da compra: As mamães.

Você sabe como recomendar o melhor calçado para cada fase de crescimento de uma criança? As mamães valorizam esse tipo de informação, pois se preocupa com o crescimento saudável dos seus filhos. Abaixo separamos algumas informações que vão te ajudar a oferecer os melhores calçados para as os seus clientes, e que vão te munir de argumentos para garantir clientes fiéis a sua loja:

Em sua última publicação, a Dra. Sneha Gosalia, fisioterapeuta pediátrica e co-fundadora da terapia pediátrica Big Leaps em Stanford, CT.  conta para famílias e terapeutas, como fazer uma boa escolha:
 
O pé é uma estrutura complexa composta por 26 ossos. Esses ossos são projetados para suportar todo o corpo, se adaptar a superfícies irregulares e absorver o choque a cada passo. O pé de um bebê contém mais cartilagem do que osso. Embora a estrutura do pé se desenvolva completamente aos 2 anos de idade, os próprios ossos não se desenvolvem e se endurecem até aos 18 anos.
018441b7-0d15-4339-8cb8-393c40c7581d

O arco plantar de uma criança geralmente não se desenvolve até a puberdade. Nos bebês, o arco geralmente não será visível durante os primeiros 2 anos, pois não estará totalmente desenvolvido. Nos primeiros anos da infância, há uma almofada “gordinha” na área do arco do pé, que dá a aparência de um pé plano, porém ele mudará ao longo do tempo.

Considerando, que os pés são a base do crescimento de uma criança, é importante observar algumas características:
As solas flexíveis, antideslizantes ou antiderrapantes são extremamente importantes no calçado infantil. As crianças devem usar sapatos flexíveis que permitam que o pé se dobre e se mova como se estivesse com os pés descalços.
 
As crianças aprendem a caminhar segurando os dedos dos pés no chão. Por isso, em casa, é aconselhável sim deixar a criança com os pés descalços para promover o desenvolvimento natural do pé. No entanto, quando as superfícies são irregulares, os calçados devem ser usados para proteger os pequenos pezinhos.

Escolha de acordo com o momento de desenvolvimento:

Calçados para engatinhar: Bebês que ainda engatinham, precisam de calçados que não prendam os pés. Como já destacamos o calçado deve ser sempre flexível, pois é muito importante que o sapato seja moldado como o pé da criança. A função de um sapato nos primeiros meses é o calor e a proteção.

Calçados para crianças que já aprenderam a andar: Ofereça calçados leves para mamães que têm crianças neste momento, elas tendem a usar muita energia para andar. Um sapato de lona, em couro ou em tela é mais seguro, e caberá melhor nos pés pequenos.

Sapatos para crianças em idade escolar: Neste momento a principal função de um calçado é a absorção e proteção ao impacto. É muito importante usar o calçado certo para a atividade certa e evitar lesões. Sempre ofereça calçados razoáveis, flexíveis e bem ventilados que permitam muito espaço para crescimento.

As partes de um calçado:

0ec49c3d-f1db-40ed-ba14-e27290462e6f

Um calçado é construído de quatro partes: a parte superior, a palmilha, a sola exterior e o calcanhar.

– A parte superior: deve ser feita de couro, tela ou os materiais de malha mais novos. Os pés das crianças transpiram muito e a parte superior do calçado deve ser feita de materiais respiráveis. O couro ou a tela permitem que o pé respire.

– A palmilha: deve ser feita de material absorvente. As palmilhas acolchoadas são confortáveis, mas a maioria das crianças não precisa de um suporte especial para arco. (Todas as crianças menores de 16 meses têm pés planos, pois o arco está em desenvolvimento)

– A sola exterior: proporciona tração, amortecimento e flexibilidade ao sapato. As solas exteriores planas facilitam a caminhada.
– Salto: Não devem ser usadas por crianças pequenas. As crianças mais velhas podem usar calçados com saltos, mas não devem ser maiores do que uma polegada, pois isso pode fazer com que o pé se deslize para a frente, e prejudique bom desenvolvimento da pisada.

Observando todas essas informações, você conseguirá indicar com maior segurança o produto ideal para o momento que o seu cliente precisa.
Agora você já conhece as nossas dicas. Aproveite as informações, e fidelize seus clientes!

Tem mais alguma dica? Conte pra nós aqui nos comentários!
(0)

Nossos focos de atenção estão muito mais curtos nos dias de hoje. Temos muitas distrações, e informações por todos os lados. Assim, uma vitrine bem pensada, pode fazer a diferença entre as pessoas correrem da sua loja ou entrarem nela. Abaixo vamos deixar algumas dicas para que você consiga construir uma sua vitrine muito mais atrativa para o seu público:

 

Planeje seu propósito

 

Qual mensagem você quer transmitir? Assim como qualquer tipo de publicidade, ela precisa de uma mensagem clara e unificada. Você quer anunciar uma promoção, ou mostrar aos clientes as novidades? Tenha esse propósito bem definido ao começar.

 

Certifique-se de que a Sinalização é facilmente visível

 

O que parece ótimo quando você está parado ao lado, pode ser ilegível do outro lado da rua.
Use cores contrastantes para melhor legibilidade e letras com tamanhos que possam ser facilmente vistas.

 

Pense em 3-D

 

Uma composição na vitrine que é bidimensional ou só pode ser vista de frente é menos eficaz do que poderia ser. Tente usar manequins angulares, objetos, e qualquer item na vitrine que as pessoas também possam ver de ambos os lados à medida que se aproximam.

 

Decida se quer um fundo…

 

Ou você quer que sua loja seja visível? Cada abordagem tem seus prós e contras. Colocar um fundo para a vitrine faz com que ela se destaque melhor, porém uma vitrine sem fundo permite ver o restante da sua loja e obter uma visão de outros itens. Que tal um meio termo? Considere um fundo que não bloqueie toda a vitrine, mas deixe a loja visível ao redor. Você pode, por exemplo pendurar cartazes gigantes emoldurados atrás de cada manequim, deixando espaço entre eles.

 

Encontre o ponto focal

 

Onde você quer que o olho do espectador vá primeiro? O que você quer que ele veja em seguida? Agrupe os itens de uma forma que leve o olho ao longo da exibição. Por exemplo, em vez de muitos itens pequenos de tamanhos semelhantes, agrupe um item grande com itens menores, mas variados.

 

Não esqueça Iluminação

 

Você não deve confiar exclusivamente nas luzes do teto da sua loja. Elas muitas vezes podem lançar sombras pouco atraentes. Use holofotes, uplights ou luzes coloridas para criar um ambiente ideal e chamar a atenção para os pontos focais.

 

Mantenha a comunicação da sua marca

 

Seu plano de design para a vitrine deve potencializar e manter as características visuais marca. Uma vitrine com cores vibrantes e fundo mais dramático  pode funcionar muito bem para uma loja de skate, enquanto tons pastéis e um visual aconchegante seria melhor para uma loja de itens para bebês. Incorpore as fontes e cores da sua marca em qualquer sinalização.

 

Crie continuidade

 

É importante espalhar o tema ou design da vitrine para toda a loja. Use cores e objetos semelhantes. Cerifique-se  de que os produtos em exibição na vitrine estejam em destaque também dentro da loja. Não é necessário manter estes itens bem na frente (até porque você quer clientes dentro da loja, certo?), mas deixe perto o suficiente para que seja possível ver pela porta.

 

Não tenha medo de tentar coisas novas

 

Qual o pior que pode acontecer? Nenhuma decoração de vitrine dura para sempre (na verdade, você deve mesmo mudá-la com freqüência), então, se uma idéia não funcionar, troque-a por outra! 😉

 

(0)

A Redmax é uma grife especializada em calçados infantis masculinos. A marca projeta através de suas coleções um menino moderno, e com personalidade. Tudo seguindo tendências internacionais de moda e com combinações de cores incríveis! Seus produtos têm design exclusivo e perfeito ajuste aos pés das crianças, garantindo conforto e bem estar.

A nova campanha produzida em Paraty expressa esse conceito novo da marca, de meninos cheios de originalidade e de um visual impecável. Assista o vídeo da campanha e observe a linda combinação de looks com os calçados Redmax:

Conheça mais, entre na Loja RedMax do SINBI SHOP!

(0)